Idioma:

portugues portugues

Perimetral

O Viaduto da Perimetral, conhecido também como elevado da Perimetral é um elevado que liga o bairro do Caju até a região da Praça XV, no centro.

A obra foi iniciada no final dos anos 50 no governo do prefeito Negrão de Lima (que na década seguinte seria governador da Guanabara). O transito de veículos na cidade aumentava a cada dia e a construção do elevado aliviaria as ruas do centro.

É uma das mais importantes vias da cidade, permitindo o acesso à Avenida Brasil, à Ponte Rio-Niterói e ao Aeroporto Santos Dumont.

O primeiro trecho construído dava-se até a Candelária, a segunda etapa continuou pela Praça Mauá (contornando o Mosteiro de São Bento e por cima da Av. Rodrigues Alves), a terceira e última fase foi a sua ligação com a Ponte Rio Niterói, no início dos anos 70.

Corta os bairros do Caju, parte de São Cristóvão, Santo Cristo, Gamboa e Saúde. Estima-se que mais de 40 mil veículos passem pela perimetral todos os dias.

Algumas pessoas alegam que a construção mudou consideravelmente a estética do Cais do Porto bloqueando a vista dos navios cargueiros e transatlânticos que zarpam por ali.

A meta era desviar o tráfego intenso vindo da Avenida Brasil para o centro carioca.

A construção da Perimetral vitimou mais uma vez a história do Rio, acabando com várias pequenas ruas ao redor do Museu Histórico Nacional, os becos, que vinham desde a época da ocupação do Morro do Castelo e também o Mercado Municipal.

O viaduto da perimetral é um dos mais importantes da cidade do Rio de Janeiro e mesmo assim o atual prefeito da cidade, Eduardo Paes, em dezembro de 2010, assinou um contrato, junto ao presidente da época, Lula, para que o elevado fosse demolido. Essa decisão gerou polemica entre os cariocas.

Fontes: link 01, link 02.

Galeria de Fotos

Pic RSS facebook twitter

Copyright @2010 HistoriadoRio. All rights reserved

Guia