Idioma:

portugues portugues

Costa Barros

Costa Barros é um bairro de classe Média baixa da Zona Norte da cidade do Rio de Janeiro. É considerado o segundo bairro mais pobre e um dos mais violentos da cidade.

Bem servido de transportes, com a estação Costa Barros que é uma das paradas do ramal Belford Roxo da Supervia, também é atendido pelo sistema metroviário da capital fluminense através da estação Engenheiro Rubens Paiva e também por linhas de ônibus regulares para o centro da cidade, Grande Tijuca, e para o bairro de Cascadura. Sendo seus principais acessos as Estradas do Botafogo e Camboatá e as ruas José Arantes de Mello e Javatá.

A origem é a mesma do bairro Barros Filho, ou seja, as fazendas da família Costa Barros. Com a implantação da linha auxiliar foi construída a estação Costa Barros, próxima à passagem de nível da estrada de Botafogo.

O bairro caracteriza-se pela existência de grandes conjuntos habitacionais e de comunidades nos morros de Botafogo (Chapadão) e da Lagartixa. Nele ficava a antiga sede da Fazenda Botafogo.

Entre as manifestações culturais, um exemplo é a Biblioteca Comunitária Paulo Freire, fundada em 2006. A biblioteca já contabiliza mais de quatro mil frequentadores e na comunicação comunitária conta com o sistema de Mídia Graça & Paz (Rádio, Jornal e Gráfica).

Faz parte da história do bairro a Associação de Capoeira Engenho, fundada há treze anos. As aulas começaram em 1996, criando um centro social que ajuda os moradores das comunidades adjacentes com vários projetos.

Bem e com o passar do tempo, Costa Barros foi crescendo tanto como população quanto ao tráfico. Hoje o bairro conta com um complexo de favelas, como:Chapadão, Pedreira, Lagartixa, Quitanda, entre outras. Mas também o bairro ganhou uma UPA 24H para atender a todos, reformas de alguns pontos da comunidade.

Galeria de Fotos

Pic RSS facebook twitter

Copyright @2010 HistoriadoRio. All rights reserved